sábado, 17 de novembro de 2018


quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Arábia Saudita é o pior país do mundo para os ateus

Segundo o relatório anual de liberdade de pensamento produzido pela União Internacional Ética e Humanista (IHEU), a Arábia Saudita é o pior país do mundo para os ateus. A classificação apresentada no relatório levou em conta alguns pontos, como, por exemplo:

* Lesgislação influenciada pela religião 
* Proibição aos não religiosos de ocuparem cargos eletivos
* Doutrinação religiosa nas escolas
* Violência e perseguição contra os ateus
* Pena de morte por apostasia ou blasfêmia
* Censura e etc...

Os países que aparecem no topo da lista são considerados “bons” para os ateus, e os que aparecem no final são considerados ruins. 

Países como a Bélgica, Taiwan, França e Países Baixos foram avaliados como “bons” pelos organizadores do relatório, mas países como Paquistão, Irã, Afeganistão, Maldivas e Arábia Saudita foram considerados “ruins”, com um destaque negativo para a Arábia Saudita, que aparece no final da lista.

A apostasia é condenada com a pena de morte


O Brasil aparece na posição de número 50 nessa lista, entre as Ilhas Marshall e Fiji, o que seria uma posição intermediária: nem tão boa e nem tão ruim. O lado negativo do Brasil, segundo esse relatório, seria o financiamento estatal de instituições religiosas, isenções fiscais e leis que limitam críticas à religião. O lado positivo seria a separação institucional entre igreja e Estado (Estado laico) e a ausência de tribunais religiosos.

Posição do Brasil no relatório da IHEU


Não podemos deixar de observar a presença cristã nos países que foram avaliados como “bons” pelo relatório: 

BÉLGICA - cristianismo 81,5% (católicos 73,2%, outros 8,3%), agnósticos 11,9%, ateus 2,1% e outras 4,5% -  dados de 2010. (fonte: Portal Brasil).

FRANÇA - Catolicismo (68,23%), Agnosticismo (16,41%), islamismo (8,55%), ateísmo (4,13%), judaísmo (1%) e outras (1,68%) – dados de 2007. (Fonte: Portal Brasil).

PAÍSES BAIXOS (HOLANDA) - cristianismo 54% (católicos 33%, Igreja Reformista Holandesa 14%, calvinistas 7%), islamismo 4,1%, hinduísmo 0,5%, sem filiação 39%, outras 2,4% . Dados de 1995. (Fonte: Portal Brasil). Com exceção de Taiwan, onde as religiões orientais são maioria.

Em contrapartida os países considerados hostis aos ateus são todos islâmicos. Isso acontece porque ao contrário dos países muçulmanos, os países de maioria cristã geralmente garantem a liberdade religiosa, o que inclui a liberdade de ser ateu ou agnóstico. 

O Brasil, por exemplo, é o maior país católico do mundo e o segundo em número total de cristãos. Mesmo assim convivemos bem com os ateus e agnósticos, e olha que aqui no Brasil existe uma militância ateísta bem agressiva, capaz de pichar igrejas, impedir marchas religiosas e de proferir insultos e palavras de ódio contra cristãos.
Militante ateísta expressando palavras de ódio contra cristãos

Mesmo assim, convivemos bem com a maioria deles, pois somos cristãos e aprendemos a ser tolerantes.    

RESPOSTAS EM VÍDEO: Você também é ateu em relação aos outros deuses


A bíblia já ajudou em alguma descoberta científica?

A contribuição de pessoas religiosas para o avanço científico é inquestionável. Porém, ainda existem ateus militantes que ignoram esse fato. Não é difícil encontrarmos ateus militantes falando como se o ateísmo tivesse monopolizado a ciência. 











A ideia preconceituosa de que religiosos e ciência são antagônicos é repetida ad nauseam pela internet.


É óbvio que esses militantes estão muito mal informados! 

Lembro-me de um debate que tive com um desses ateus. Ele era um ferrenho defensor da ideia de que "religiosos são inimigos da ciência". Então propus um desafio a ele: para cada cientista ateu que ele citasse, eu citaria dois cientistas cristãos + suas contribuições para o avanço científico. Ao perceber que eu poderia citar uma lista enorme de cientistas religiosos, o ateu mudou de argumento: Ao invés de continuar defendendo que religiosos nunca contribuíram para a ciência, a "testemunha de Dawkins" passou a dizer que nenhum desses cientistas religiosos tinha usado a religião ou a bíblia em suas descobertas... estava errado de novo o infeliz! 

Há pelo menos um caso onde um cientista se inspirou na bíblia para fazer uma descoberta científica! Já ouviu falar sobre Matthew Maury?

Matthew Fontaine Maury - Oceanógrafo 


Matthew Fontaine Maury foi oceanógrafo e ficou conhecido como o "Pai da Oceanografia Moderna e Meteorologia Naval". Ao ler Salmo 8:8 ele entendeu que a bíblia falava sobre "caminhos no mar" e então resolveu investigar. E não é que esses "caminhos no mar" existiam mesmo? Foi aí que ele descobriu as correntes marítimas continentais quentes e frias.

Essas correntes marítimas quentes e frias são verdadeiros "caminhos no mar", como diz a bíblia. Elas são massas de água que migram em determinados rumos nos oceanos e mares. O interessante é que essas massas de água não interagem com as águas dos lugares que percorrem e por isso conservam suas características particulares como temperatura, cor e salinidade. 

As correntes marítimas quentes se originam nas zonas tórridas da Terra e se deslocam rumo às zonas polares. As correntes marítimas frias começam nas zonas polares e migram para as regiões equatoriais.

Cite essa curiosidade ao seu amiguinho ateu militante da próxima vez que ele usar esse argumento! 



 

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Militantes do PT picham igreja evangélica

No dia seguinte à vitória do candidato Jair Messias Bolsonaro (PSL) sobre o petista Fernando Haddad, os moradores do distrito de Bonança, em Moreno, Pernambuco, se depararam com uma cena lamentável: uma igreja da Assembleia de Deus tinha sido alvo de vândalos.

Os vândalos picharam várias frases nos muros da igreja. Algumas frases continham insultos ao candidato eleito e outras faziam menção ao movimento LGBT, ao PT e ao ex-presidente Lula, que está preso desde o dia 7 de abril de 2018 por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Acredita-se que isso seja uma represália contra alguns líderes religiosos que apoiaram Bolsonaro durante sua campanha.